Portal da Cidade Socorro

DADOS DA SAÚDE

Números da Saúde de Socorro são apresentados na Câmara Municipal

De acordo com a diretora de Saúde, Elisângela Lopes, no segundo quadrimestre deste ano houve aumento de grande parte das atividades de saúde

Postado em 08/10/2021 às 11:10

Vereador Marcos Zanesco e a Diretora de Saúde Elisângela Lopes apresentam os números do segundo quadrimestre (Foto: Assessoria Cãmara Municipal de Socorro)

Os números da Saúde de Socorro, referentes ao segundo quadrimestre (maio a agosto) de 2021, foram apresentados na Câmara Municipal no dia 30 de setembro pelo vereador e funcionário da Secretaria Municipal de Saúde, Marco Zanesco, e pela diretora de Saúde, Elisângela Marciela Lopes.

De acordo com Elisângela Lopes, no segundo quadrimestre houve um aumento de grande parte das atividades da saúde, como atendimentos, cirurgias, consultas e exames. Segundo ela, esse acréscimo deve-se à situação atual da pandemia, que está mais controlada. “Os pacientes estão saindo de casa com mais tranquilidade para buscar os atendimentos”, explicou a diretora municipal da Saúde.

Para exemplificar esse aumento, ela destacou o crescimento das consultas de fonoaudiologia, que passaram de 289 no primeiro quadrimestre, para 824 no segundo. Elisângela Lopes destacou ainda os números do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Circuito das Águas (Conisca). No caso das consultas de neurologia, por exemplo, foram feitas 358 no primeiro quadrimestre, já no segundo, realizaram-se 510 atendimentos na área. “É uma especialidade que é de ordem do Estado, mas que infelizmente as vagas são escassas. Nem todo mês a gente consegue”, contou a diretora. “Mas pelo Conisca conseguimos ter esse atendimento e não deixar a população em um tempo de espera grande”. Para se ter uma ideia, de acordo com Marco Zanesco, no último mês o Estado forneceu três consultas com neurologista para Socorro.

Os números do Conisca relacionados aos exames realizados através do Consórcio, como colonoscopia, tomografia, audiometria, exames laboratoriais e ressonância magnética, também foram apresentados, com destaque para os laboratoriais. No segundo quadrimestre foram realizados 38.289 pelo Conisca e pelo Laboratório Municipal mais 24.326.

Somando os valores pagos a médicos e a outros profissionais, consultas, exames e procedimentos, pagou-se ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, de maio a agosto, R$ 2,371 milhões.

Medicamentos

Foram detalhados também na audiência pública números de ações da vigilância sanitária e de distribuição de medicamentos. No total, foram distribuídos mais de 1,940 milhões de medicamentos e mais de 250 mil medicamentos de alto custo no segundo quadrimestre.

SAMU

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) contabilizou, no segundo quadrimestre, 1.093 atendimentos. “Não estão contabilizados os trotes, que infelizmente tem bastante”, pontuou Marco Zanesco.

Recursos aplicados na Saúde

De maio a agosto, os governos Estadual e Federal repassaram R$ 4,518 milhões para o município, que aplicou R$ 9,240 milhões na Saúde, 32,43% do valor total das receitas resultantes de impostos no período.

Mortalidade e natalidade

Elisângela Lopes e Marco Zanesco apresentaram também os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC), do Ministério da Saúde, sobre o município. No primeiro quadrimestre, Socorro teve 178 óbitos e 146 nascimentos. Já no segundo quadrimestre, ocorreram 146 óbitos e 129 nascimentos.

O presidente da Câmara Municipal, Willhams de Morais, questionou se a prevalência do número de óbitos em relação aos nascimentos nos dois quadrimestres deu-se por conta da covid-19. Segundo a diretora da Saúde, há diversos fatores que podem influenciar esse dado, entre eles a pandemia, sendo necessário avaliar também os dados do próximo quadrimestre.


Fonte:

Receba as notícias de Socorro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias